Category Archives: Laicismo

Nota de repúdio ao comportamento da Igreja Adventista de Newark

nota-de_repudio

As mídias sociais são uma grande aliada na hora de encontrar antigos amigos, fazer novos contatos ou compartilhar interesses. Às vezes, no entanto, podem servir como veículo para propagar discriminação, discursos de ódio ou desinformação. É sobre um destes casos que vou falar agora.

Um fio de esperança

AgenciaBrasil120403ANT_2399

Ainda é cedo para se comemorar, mas, felizmente, parece que a justiça brasileira começa a caminhar para longe do sentimentalismo retrógrado e obscuro. A aprovação de uma lei que permita o aborto no caso de fetos anencéfalos é um passo importante rumo a uma sociedade mais racional, mais pautada pela lógica e pela real justiça.

Lei de Deus?

62947f4cee68a8c868e3945a732c6eeff21f_lei1

Em meio à discussão sobre a excomunhão dos envolvidos no aborto de uma menina de 9 anos, estuprada em Pernambuco alguns anos atrás, o bispo Dom José Cardoso Sobrinho afirmou que a “lei de Deus” é superior às leis dos homens. Superior para quem?

Dez perguntas e respostas sobre os símbolos religiosos nos tribunais

laicidade1

Determinada a retirada dos crucifixos dos prédios da Justiça gaúchahá alguns dias esta notícia vem causando polêmica e discussões. Resumi aqui, de forma simples e direta, respostas às dez perguntas e argumentos mais comuns a respeito do assunto.

Diversidade sexual em risco

LGBTT

Não obstante a todo o preconceito existente contra os homossexuais, bissexuais e transgêneros, que é fruto da ignorância da maioria das pessoas quanto às questões que envolvem a sexualidade, está em curso uma política reacionária que coloca em risco todos os avanços feitos por parte do movimento LGBTT em prol da diversidade sexual.

1º Encontro Nacional de Ateus

sr_post

No dia 12 de fevereiro de 2012, será realizado o 1º Encontro Nacional de Ateus, através de organizadores locais. Vinte e dois Estados já confirmaram o evento.

A possibilidade do Estado laico

Autor: Erick Fishuk

Uma das questões mais candentes do atual pensamento social é a da necessidade de que todo Estado deve ser laico para garantir liberdade de crença e igualdade de condições na profissão de seus cultos, para que não haja conflitos religiosos – por vezes violentos – e que nenhuma religião se sobreponha às demais por meio da máquina estatal. Porém, antes de mergulhar de cabeça nessa luta, é preciso fazer uma análise realista que avalie a real possibilidade de haver uma total separação entre Igrejas e Estado e, assim, traçar as diretrizes de ações políticas eficazes e sóbrias.

A Laicidade do Estado: um viés humanista da moral

estadolaicoas

O texto à questão do Estado e sua Laicidade. O motivo deste debate decorre de um artigo escrito por Jean Wyllys, deputado pelo PSOL e colunista da Carta Capital, referente à uma possível teocracia e suas consequências na sociedade. O debate, ou melhor, o diálogo, realizou-se com a intervenção argumentativa de um dos meus contatos da rede social Facebook. Apresento o meu post e o diálogo que veio posteriormente:

Um fim à laicidade forçada

Autor: Erick Fishuk

Religião é política. E os Estados democráticos não conseguem sustentar-se apartados do apoio e da conivência das grandes Igrejas. Essa verdade incômoda, pouco reconhecida em vários países ocidentais, desmente a possibilidade da existência de Estados realmente laicos dentro do modelo sócio-cultural em que vivemos.

Ataques ao Estado Laico

Há alguns anos atrás, houve um conflito religioso na Alemanha envolvendo o crucifixo. Um grupo de mórmons reclamava da ostentação de crucifixos em repartições públicas e da incitação à veneração deste símbolo que ocorria nas escolas, onde todos eram obrigados a aprender sobre “o suplício da cruz”. De um lado, estava o direito dos cristãos a exercer sua crença; de outro, o direito dos mórmons de requerer que o Estado Alemão, sendo laico, não privilegiasse os cristãos nem promovesse pregação de uma determinada religião. Em manutenção da neutralidade do Estado em assuntos religiosos, o poder judicial competente da região determinou que os crucifixos fossem recolhidos e o proselitismo cessasse.